• SOBRE A CLÍNICA
  • FALE CONOSCO
  • INTRANET
  •  
  • Exames e Serviços

    Confira aqui a relação

  • Convênios/Cartões

    Consulte as coberturas

  • Canais

    Veja mais informações

  • Fale Conosco

    Entre em contato conosco

  • Canais / Produção Científica

    Thércio Murilo Souza Rocha; Juliana Leal Rocha; Andrea Hilgenberg. Cirurgia radioguiada com gama-probe no diagnóstico de adenoma de paratireóide intracístico: relato de caso. In: XXV Congresso Brasileiro de Biologia, Medicina Nuclear e Imagem Molecular. Alasbimn Journal 13 (50), 2010.

    CIRURGIA RADIOGUIADA COM GAMAPROBE NO DIAGNÓSTICO DE ADENOMA DE PARATIREÓIDE INTRACÍSTICO: RELATO DE CASO.
    THÉRCIO MURILO SOUZA ROCHA¹; JULIANA LEAL ROCHA²; ANDREA HILGENBERG³.

    ¹ Cintilus Medicina Nuclear, Hospital Santa Catarina de Blumenau, Blumenau, SC, Brasil;
    ² CardioPrime, Hospital Santa Catarina de Blumenau, Blumenau, SC, Brasil;
    ³ Departamento de Cirurgia de Cabeça e Pescoço, Hospital Santa Catarina de Blumenau, Blumenau, SC, Brasil.

    Introdução: A utilização da pesquisa intra-operatória com Gama-PROBE tem tido grande impacto no manejo cirúrgico de pacientes com câncer. A técnica oferece informações em tempo real ao cirurgião a respeito da localização, extensão da doença e correta ressecção do tecido tumoral. A cirurgia radio-guiada com Gama-PROBE tem sido utilizada com sucesso na localização de adenoma de paratireóide, responsável por aproximadamente 85% dos casos de hiperparatireoidismo primário (HPTP). Relato de caso: Homem, 65 anos, branco, casado, com história de carcinoma de bexiga diagnosticado em setembro de 2009, em tratamento quimioterápico, apresentou nos exames laboratoriais aumento de paratormônio (PTH) e hipercalcemia em dezembro de 2009, sendo aventada a hipótese de doença nas paratireóides. Em janeiro de 2010, foi realizado ultra-som de tireóide que demonstrou tireóide tópica de volume discretamente aumentado, multinodular e sinais de cistos/nodulação no lobo inferior direito da tireóide. Cintilografia das paratireóides foi também realizada, sendo diagnosticado adenoma/hiperplasia em topografia posterior ao terço inferior do lobo direito da tireóide. Em março de 2010, foi realizada pesquisa intra-operatória com Gama-PROBE da lesão descrita na cintilografia. Durante a cirurgia, foi identificada uma massa nodular de 5 cm, hipercaptante, na topografia identificada pelas imagens cintilográficas. Após a ressecção e análise per-operatório pelo patologista, foi observado grande formação cística, hemorrágica, de 5 cm, associada com tecido marrom de 12 mm na porção inferior condizente à tecido de paratireóide. O diagnóstico histopatológico foi bócio colóide associado a adenoma da paratireóide. Conclusão: O uso da cirurgia radio-guiada com Gama-PROBE foi de grande importância para o diagnóstico exato da localização do adenoma de paratireóide, mesmo que intracístico tireoidiano.

    Thércio Murilo Souza Rocha; Juliana Leal Rocha; Cintia Adriana Schroeder. Achado Cintilográfico de "Segundo Primário" em estudo de corpo inteiro com Octreotide [Dtpa-111in]: Relato De Caso. In: XXV Congresso Brasileiro de Biologia, Medicina Nuclear e Imagem Molecular. Alasbimn Journal 13 (50), 2010.

    ACHADO CINTILOGRÁFICO DE "SEGUNDO PRIMÁRIO" EM ESTUDO DE CORPO INTEIRO COM OCTREOTIDE [DTPA-111IN]: RELATO DE CASO.
    THÉRCIO MURILO SOUZA ROCHA¹; JULIANA LEAL ROCHA²; CINTIA ADRIANA SCHROEDER³.

    ¹ Cintilus Medicina Nuclear, Hospital Santa Catarina de Blumenau, Blumenau, SC, Brasil;
    ² CardioPrime, Hospital Santa Catarina de Blumenau, Blumenau, SC, Brasil;
    ³ Centro de Oncologia do Hospital Santa Catarina de Blumenau, Blumenau, SC, Brasil.

    Introdução: A somatostatina (SST) é um peptídeo produzido por células imunes e por células neuroendócrinas do trato gastrointestinal e do pâncreas. Vários estudos têm demonstrado a presença de receptores de SST numa ampla variedade de tumores. O octreotide [DTPA-111In] (Octreoscan), um análogo da SST, tem sido utilizado principalmente na detecção, localização, estadiamento e seguimento de tumores neuroendócrinos e alguns não-neuroendócrinos, incluindo linfomas, melanoma, câncer de mama, entre outros. Relato de caso: Mulher, 64 anos, casada, com história de tumoração mediastinal, diagnosticada em 2006 por tomografia computadorizada (TC) e biópsia, demonstrando carcinoma neuroendócrino moderadamente diferenciado, de alto grau (origem mediastinal, sem metástases a distância). Após o diagnóstico, foi iniciada quimioterapia com CDDP + VP (6 ciclos) até 21 de março de 2007, e radioterapia mediastinal de maio a junho de 2007, com estabilização clínica e radiológica. Em 2009, a paciente evoluiu com sintomatologia de taquicardia, hipertensão e sudorese, além de apresentar aumento da massa mediastinal e surgimento de nódulos hepáticos e pancreáticos observados na TC. Foi realizada pesquisa de corpo inteiro (PCI) com octreotide [DTPA-111In] para determinação do status dos receptores de SST e posterior tratamento com octreotida LAR (Figuras 1 e 3). A PCI com octreotide [DTPA-111In] revelou tecido tumoral hipercaptante de análogo de SST nas regiões mediastinal e paratraqueal, e no lobo direito do fígado. Além disso, como achado cintilográfico secundário observou-se aumento de captação focal discreto/moderado no parênquima mamário retro-areolar esquerdo (Figuras 2 e 3). A mamografia foi normal e a ultrassonografia da mama esquerda identificou nódulo de 6 mm retro-areolar suspeito (Figura 4). O laudo anatomopatológico do nódulo confirmou carcinoma ductal infiltrante (CDI), grau II, com receptores hormonais positivos e cerb negativo. Foi realizada, em seguida, mastectomia e linfadenectomia axilar (1 linfonodo positivo de 10). Atualmente, a paciente está em tratamento com tamoxifeno e octreodita LAR. Conclusão: O uso da PCI com octreotide [DTPA-111In] foi importante no diagnóstico e determinação do status dos receptores de SST do tumor neuroendócrino de mediastino. O caso relatado também ressalta a importância de atentar-nos aos achados cintilográficos secundários, uma vez que o "segundo primário" (CDI) identificado se revelou de grande importância na mudança da conduta clínica e terapêutica.